" Criei um aparelho para unir a humanidade, não para destruí-la. " - Santos Dumont

" Um prisioneiro de guerra é um homem que tentou matá-lo, não conseguiu e agora implora para que você não o mate. " - Winston Churchill
" Não sei como será a terceira guerra mundial, mas sei como será a quarta: com pedras e paus - Albert Einstein
" O objetivo da guerra não é morrer pelo seu país, mas fazer o inimigo morrer pelo dele - George S. Patton. "
" Só os mortos conhecem o fim da guerra " - Platão
"Em tempos de paz, os filhos sepultam os pais; em tempo de guerra, os pais sepultam os filhos." - Herodes

sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

Bell AH-1G Huey Cobra

Tipo: Helicóptero de ataque
Fabricante: Bell Helicopter
Primeiro vôo: 7 de Setembro 1965
Inicio do serviço: 1967
Status: Ainda em serviço
Principais usuários: Estados Unidos, Japão, Coréia do Sul, Israel, Barein, Jordânia, Tailândia, Turquia, Espanha e Paquistão.
Produção: 1967 até hoje
Total fabricado: 1,116
Custo por unidade: US$11.3 milhões (1995) (AH-1 HueyCobra)
Desenvolvido a partir: UH-1 Iroquois
Variantes: AH-1 SuperCobra, Bell 309 KingCobra

Tripulação: 2 - piloto e co-piloto/artilheiro
Comprimento: 13.4 m
Diãmetro da hélice: 13.4 m
Altura: 4.1 m
Peso vazio: 2,754 kg
Peso máximo de decolagem: 4,309 kg
Motor: 1× Lycoming T53-L-13 turboshaft 820 kW
Velocidade máxima: 352 km/h
Raio de alcance: 574 km
Teto de serviço: 3,475 m
Relação de subida: 6.25 m/s
Armamento: 2 x 7.62 mm minimetralhadoras ou 2 M129 40 mm lançador de granadas, foguetes 70 mm podendo ser 7 foguetes M158, 19 foguetes M200, 4 a 8 misseis TOW ou Hidra.

O AH-1 Cobra é um helicóptero de ataque de dois motores , único fabricado pela Bell. Compartilha de um sistema parecido do motor da transmissão e do rotor do Iroquois UH-1 mais idoso. O AH-1 era a espinha dorsal dos Exército Americano, a frota de helicópteros de ataque, foram substituídos pelos AH-64 Apache no Exército. Há versões que permanecem em serviço com o Corpo dos Fuzileiros dos Estados Unidos como helicóptero de apoio aéreo aproximado.
A Bell construiu 1.116 AH-1Gs para o exército dos EUA entre 1967 e 1973, e os cobras acumularam milhares de horas no Vietnã. Os AH-1 Cobras estavam em uso pelo exército durante a ofensiva de Tet em 1968 até fim da guerra do Vietnã. Os UH-1 forneceram sustentação de fogo para as forças em terra, acompanhando helicópteros de transporte e outros papéis. Igualmente deram fama ao " killer" do caçador; equipes com helicópteros OH-6A. Uma equipe de OH-6 vôa lento e baixo para encontrar as forças inimigas, caso abram fogo contra eles os Cobras entram em ação, destruindo toda a aréa. Participaram da invasão de 1983 em Grenada, a Guerra do Golfo de 1990-91, na Guerra Libano-Israel 1979, no Líbano em 1982, no Paquistão em meados dos anos 70.

sábado, 20 de dezembro de 2008

Fiat G.91 - Aeritalia G.91

Fabricante: FIAT - Aeritalia
Missão: Apoio aéreo, reconhecimento e treinamento
Tripulação: 1 piloto (Para instrução dois lugares)
Comprimento: 10,29 m
Envergadura: 8,56 m
Altura: 3,98 m
Área (asas): 16,42 m²
Peso total: 3674 kg
Peso bruto máximo: 5400 kg
Motores: 1 turbina Bristol Siddeley Orpheus Força (por motor): 2270 Kgf kN
Velocidade máxima: 1073 km/h
Alcance: 315 km
Teto máximo: 13100 m
Armamento: 2 canhões DEFA 30 mm(também modificado para depositos de gasolina) ou 4 metralhadoras Colt-Browning de 12,7 mm e 1814 kg de carga tática

O FIAT G.91 "Gina", é um avião monomotor de reação, subsónico, asa baixa e trem retráctil.
Projetado como caça tático padrão para a OTAN, teve o seu primeiro vôo em 9 de agosto de 1956. Porém, problemas políticos entre os membros da OTAN, principalmente com a França, fizeram com que apenas a Itália e Alemanha efetivassem a compra.
No total, 657 unidades foram construídas entre 1958 e 1974, entre monopostos de ataque e bipostos de treinamento avançado, incluído 45 do último tipo o G.91Y com muitas melhorias no empuxo e na eletrônica. Utilizadores: Alemanha (Substituído a partir de 1978 pelo Dassault-Dornier Alpha-Jet, Itália substituído entre 1985 e 1995 pelo AMX, Portugal substituído em 1993 pelo Dassault-Dornier Alpha-Jet, a Grécia e a Turquia chegaram a receber remessas de G.91 R/4, mas por razões várias, não foram integrados nas respectivas forças aéreas, sendo esse aparelhos desviados para a Alemanha e para Portugal.O Exército dos EUA recebeu vários G.91 (versões R/1, R/3 e T/1) para serem testados como o futuro avião de apoio tático aéreo próximo desta força. No entanto, foi decidido que o emprego de aeronaves de asa fixa de combate aeroterrestre seria da exclusiva competência da Força Aérea, não sendo portanto adoptado nenhum avião deste tipo pelo Exército.
Portugal foi o único país a utilizar o G.91 em situações reais de combate, sendo empregue pela Força Aérea Portuguesa na Guerra do Ultramar.Na Guerra do Ultramar o G.91 foi utilizado como avião de ataque ao solo e de reconhecimento. Para reconhecimento fotográfico o avião estava equipado com câmaras fotográficas no nariz. O efeito psicológico provocado pelo barulho da turbina era mais eficaz que propriamente o seu poder de fogo e o seu curto alcance limitava operacionalmente a sua ação.

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

RT-2UTTH Topol M - SS-27 Stalin

Tipo: Míssil balistico intercontinental
País de origem: Rússia
Fabricante: Moscow Institute of Thermal Technology
Inico da produção: 20 dezembro de 1994
Peso: 47,200 kg
Comprimento: 22.7 m
Diâmetro:
1° estágio 1.9 m; 2° estágio 1.61 m; 3° estágio 1.58 m
Armamento:
1 ogiva nuclear de 550 kT
Motor: 3 estágios com combustivel sólido
Alcance: 11,000 km
Sistema de guiagem: Inercial com GPS
Plataforma de lançamento: Veículo móvel de lançamento

O RT-2UTTKh “Topol-M” , nome código da OTAN: SS-27 Stalin, outras designações: RS-12M1, RS-12M2, RT-2PM2, é um dos mísseis balísticos intercontinentais mais recente utilizados pela Rússia , e o primeiro a ser desenvolvido após a dissolução da União Soviética. Em sua designação russa "foguete de combustível contínuo, é projetado e produzido exclusivamente pelo Instituto de Tecnologia Térmica de Moscou. O Topol-M é um míssil balístico intercontinental de lançamento a frio, com três estágios contínuo-propulsor. De acordo com o engenheiro Yury Solomonov, o míssil pode carregar de quatro a seis ogivas. Seu alcance pode variar de 2.000 km até 11.000 km. Tendo a melhor e mais precisa exatidão, variando entre 200m a 350m dependendo da fonte de dados da navegação. O sistema do Topol-M dá a ele uma aceleração muito mais elevada do que outros tipos de ICBM. Permite ao míssil acelerar à velocidade de 7.320 m/s e de viajar uma trajetória mais reta a distâncias de até 11.000 quilômetros, o míssil pode ser mantido em alerta por períodos de tempo prolongados podendo ser lançado em minutos.

AGM-114 Hellfire - Lockheed Martin

Tipo: Ar-superfície ou superfície-superfície
País de origem: Estados Unidos
Fabricante: Lockheed Martin
Comprimento: 1,63 m
Diâmetro: 17.8 cm
Carga explosiva: 9 kg Explosivo anti-tanque, 8 kg explosivo contra blindagem
Motor: combustível sólido para foguete
Asas do foguete: 33 cm
Raio de alcance: 500 m – 8 km
Velocidade: 1,200 km/h - 425 m/s
Sistema de guiagem: Laser semi-ativo
Plataformas de lançamento: Aviões, helicópteros, UAV´s, navios, tanques e blindados leves.
Tipos de veículos e sistemas que utilizam o Hellfire: A-10 Thunderbolt II, AH-1W Cobra, AH-64 Apache, Agusta A129 Mangusta, Eurocopter Tiger ARH, Bote de combate 90, SH-60 Seahawk OH-58D Kiowa Warrior, Bote com missil P 6297 Hellfire, Sistema de lançamento portátil, RAH-66 Comanche, MQ-1B Predator, MQ-9 Reaper, UH-60 Blackhawk, Westland WAH-64 Apache e
Cessna 208.

O AGM-114 Hellfire é um míssil ar-terra norte-americano projetado para destruir blindados, tanques e outros alvos individuais de forma a minimizar a exposição do veículo lançador ao fogo inimigo.O Hellfire original usa orientação por laser, e foi projetado para poder receber cabeças buscadoras de outros tipos de orientação.
É o míssil usado a partir de helicópteros contra blindados e tanques que tem o maior alcance entre os disponíveis hoje para no inventário do Exército dos EUA. O nome Hellfire é a abreviatura para Lançado de helicóptero, tipo dispare-e-esqueça. O Hellfire II é a versão melhorada do Hellfire original.
O Longbow Hellfire Modular Missile System é a nova versão guiada por radar e navegação inercial, que usa tecnologia de radar de ondas milimétricas.
Apesar da abreviatura que dá nome ao Hellfire, a maioria das suas versões não é verdadeiramente do tipo "dispare-e-esqueça", porque todos os modelos com orientação a laser requerem constante iluminação do alvo desde o lançamento até o immpacto. O AGM-114L é realmente uma arma do tipo "dispare-e-esqueça": ele não requer qualquer tipo de orientação após o lançamento e pode atingir seu alvo sem o lançador estar na linha de visão do alvo.
Tanto o Hellfire como o AGM-65 Maverick e o TOW) deveriam ser substituídos pelo Joint Common Missile (JCM) em 2011, mas o projeto foi cancelado por razões orçamentárias. Assim, o Hellfire deve continuar em serviço por muitos anos, em seus operadores pelo mundo como Austrália, Egito, Israel, Noruega, Singapura, Suécia, Taiwan, Turquia, Reino Unido e EUA.

domingo, 14 de dezembro de 2008

Northrop F-5E Tiger II Freedom Fighter

Tipo: Interceptador
Empresa: Northrop
Número de aparelhos: cerca 3.806
País de origem: Estados Unidos
Introdução: 1964
Status: Em uso até hoje
Custo: 4,2 milhões de reais
No Brasil cerca de 47 aparelhos estão operacionais.
Concorrentes: MIG 21, IAI Kfir
Variantes: F-20 Tigershark, T-38 Talon, X-29, IAMI Azarakhsh
Comprimento: 14,45m
Envergadura: 8,15m
Altura: 4,08m
Motores/Empuxo: 2x GE J85-GE-21B (2,265 kg) Velocidade máxima: 1954 km/h
Peso máximo de decolagem : 11,187 kg
Velocidade de cruzeiro: 1.044km/h
Alcance: 2.470 km
Teto de Serviço: 15,590 m
Tripulação: 1
Armamento: dois canhões M39A2 de 20 mm, com 280 projéteis por arma, mais dois mísseis ar-ar AIM-9 Sidewinder ou Piranha na versão brasileira, nas pontas das asas e cinco pontos que podem levar até 3.170 kg de armamentos.

Países que utilizam o F-5 Tiger: Arábia Saudita, Áustria, Bahrein, Botswana, Brasil (modernizados), Canadá, Chile, Coreia do Sul, Espanha, Estados Unidos (Força Aérea, Marinha e o corpo de fuzileiros, hoje apenas na Esquadrão Agressores), Etiópia, Grécia, Países Baixos, Honduras , Indonésia, Iémen, Irã, Jordânia, Quénia, Líbia, Malásia, Marrocos, México, Noruega, Paraguai(doados por Taiwan), Paquistão, Filipinas (a maioria dos F-5 serão aposentados no final de 2006, exceto o F-5B), Singapura, Suíça, Tailândia, Taiwan, Tunísia, Turquia, Venezuela (modernizados), Vietnã.
O Northrop F-5E Freedom Fighter (mais conhecido como F-5 Tiger II) é um caça tático de defesa aérea e ataque ao solo. O F-5E (versão mais potente do F-5) tornou-se um dos aviões mais operados no mundo. Testado em combate no Vietnã, o F-5E é extremamente manobrável e rápido, constituindo-se um excelente avião para combates aéreos.
Recentemente a Força Aérea Brasileira deu início a um programa de aquisição e modernização de seus F-5E que passarão para o padrão F-5EM. A revitalização dos 47 caças, deverá custar em torno de US$ 285 milhões. O motor e célula dos aviões permanecerão os mesmos, mas a sua eletrônica (HUD, radar e painel de controle) serão extremamente modificados.
Recentemente foram comemorados os 30 anos de serviço da aeronave na Força Aérea Brasileira, sendo que um exemplar recebeu uma pintura comemorativa especial, representando um tigre.

Mil Mi-26 Halo

Tipo: Helicoptero
País de origem: União Soviética
Fabricante: Mil Moscow Helicopter Plant
Primeiro vôo: 14 Dezembro 1977
Inicio do serviço: 1983
Status: Ainda em uso
Usuários: Russia, Ucrânia, Peru, Colômbia, Coréia do Norte, Coréia do Sul, Nepal, México, Laos, India, Cambogia, Bielorussia e Venezuela, China e Grécia
Producão: a partir de 1981 até os dias atuais
Custo unitário: 10 a 12 milhões de dólares
Tripulação: Seis – 2 pilotos, 1 navegador, 1 engenheiro de vôo, 1 encarregado de cargas, 1 operador de rádio/sistemas.
Capacidade: 150 soldados, 90 é o recomendado ou 60 feridos. Sendo de carga até 20,000 kg
Comprimento : 40.25 m
Diâmetro do Rotor : 32.00 m
Altura: 8.145 m
Peso vazio: 28,200 kg
Peso máximo: 49500 kg
Peso máximo de decolagem: 56,000 kg
Motores: 2× Lotarev D-136 turboshafts, 8,380 kW (11,240 shp) cada
Velocidade máxima: 295 km/h
Raio de ação: 1,952 km
Altitude de serviço: 4,600 m
O Mil Mi-26 Halo nome dado pela OTAN, é um helicóptero pesado de transporte Russo de uso civil e militar. É o maior e mais poderoso helicóptero jamais construido. Sua cabine tem o mesmo tamanho da cabine de um C-130 Hércules. O primeiro Mi-26 voou em 14 dezembro 1977, sendo incorporado ao serviço nas forças armadas soviéticas em 1983. O Mi-26 foi o primeiro helicóptero a operar-se com um rotor da oito-lâminas. É capaz do vôo com apenas um motor no caso da perda de força pelo outro motor, dependendo de seupeso, por causa de um sistema de divisão da carga do motor. É somente ligeiramente mais pesado do que mil Mi-6, podendo levantar até 20 toneladas, 8 toneladas a mais do que Mi-6. O nome não oficial do Mi-26 nas forças armadas russa é " Korova" (" Vaca "). Usado em Chernobyl, Kosovo, Afeganistão e Chechência onde um foi derrubado por um missíl matando todos os 127 ocupantes.

sábado, 13 de dezembro de 2008

Douglas A-1 Skyraider

Tipo: Aeronave de ataque
Fabricante: Douglas Aircraft Company
Priimeiro vôo: 18 March 1945
Inicio do serviço: 1950
Retirado de serviço: 1970
Usuários: Marinha e Força Aérea Americana
Produção: 1945–1957
Números produzidos: 3,180
Variantes: A2D Skyshark
Tripulação: Um
Comprimento: 11.84 m
Envergadura: 15.25 m
Largura: 4.78 m
Area das asas: 37.19 m²
Peso vazio: 5,430 kg
Peso máximo: 6,315 kg como escolta; 8,180 kg como bombardeiro
Peso máximo de decolagem: 11,340 kg
Motores : 1× Wright R-3350-26WA motor radial, 2,000 kW
Velocidade máxima: 520 km/h
Velocidade de cruzeiro: 475 km/h
Raio de ação: 2,115 km
Altitude de serviço: 8,660 m
Armamento: 4 canhões × 20mm, 3,600 kg distribuidos em 15 pontos sob as asas incluindo bombas, torpedoes, dispersores de minas , rockets ou pods de metralhadoras.

O Douglas A-1 Skyraider é um bombardeiro de ataque de assento único dos anos 50, 60 e do princípio dos anos 70. O Skyraider teve uma carreira notávelmente longa e bem sucedida, o sucessor do jato A-10 Warthhog, que está ainda na linha da frente até hoje. Usado como Contratorpedeiro, em operações especiais, apoio aéreo aproximado, escolta de helicópteros, busaca e salvamento, muito utilizado na Guerra do Vietnã. Em 1965, o A-1 Skyraider era ainda o melhor avião de ataque médio, embora sendo substituido pelo A-6 Intruder. O A-1 articipou das primeiras surtidas ao Vietnã do Norte antes que fossem substituídos. Durante a guerra, os skyraiders da Marinha derrubou dois MIG-17 ; um em 20 de junho 1965, em uma vitória compartilhada pelo LT Clinton B. Johnson e em LTJG Charles W. Hartman III de VA-25; e um em 9 outubro 1966 por LTJG William T. Patton de VA-176. Em sua primeira missão, a marinha com o LTJG piloto Dieter Dengler foi abatido sobre Vietnã em 1 fevereiro 1966, e e outro no Laos. Quando desativados do serviço na Marinha, os Skyraiders foram introduzidos na Força Aérea de Vietnã (VNAF). Foram usados igualmente pelo U.S.A.F. para executar um das missões mais famosas: escolta de helicóptero em salvamentos do combate. O piloto Bernard F.Fisher com seu A-1E em 10 de março de 1966 localizou um prisioneiro que fora abatido e estava preso em um acampamento das forças armadas de Shau, apesar dos danos em seu avião e queimaduras sérias sofridas, retornou a sua base e relatou a posição do membro de seu grupo. Sendo que em 1 de setembro 1968 foi concedido a ele a Medalha de Honra. No final da guerra cerca de 266 tinham sido perdidos em combate, seja por misseis SAMs, combates aéreos com os Mig 17 e Mig 19 e a tão temida artilharia aérea do Vietnã jamais vista em outra guerra.

North American B-25 Mitchell


Fabricante : North American Aviation
Modelo: B-25A bombardeiro médio
Quantidade Produzida: 10.000 unidades
Entrada em serviço: 1941
Retirado de serviço: 1979 na Indonésia
Tripulação: 4-6 homens
Envergadura: 20,6 m
Comprimento: 16,48 m
Altura: 4,8 m
Peso: 9.580 kg (vazio)
Motores : 2 Wright R-2600-9 Double Cyclone, 14 cilindros em 2 linhas radiais (1.700 hp)
Velocidade: 506 km/h (máxima)
Ascensão Inicial: 460 m/min.
Teto Máximo: 8.230 m
Alcance: 2.400 km
Armamento: 1 metralhadora Browning de 12,7 mm (cauda) e 3 Browning de 7,62 mm
(nariz e laterais da fuselagem), 1.360 kg de foguetes, 2,700kg de bombas (compartimento interno)

O North American B-25 Mitchell é um bombardeiro médio dos Estados Unidos, considerado um clássico da Segunda Guerra Mundial. Robusto e confiável, era muito apreciado pelas tripulações, sendo empregado com sucesso na África, Mediterrâneo e Itália. Diversos modelos incorporavam armamento adicional, como o B-25G, com canhão de 75 mm, para uso contra embarcações.
Tornou-se famoso pelo Ataque Doolittle contra o Japão, no qual 16 bombardeiros decolaram do porta-aviões USS Hornet em 18 de Abril de 1942 em direção à costa japonesa. Foi fornecido a diversos países aliados, entre eles a Inglaterra, China, URSS e Brasil.



quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Sikorsky UH-60 Black Hawk

Fabricante : Sikorsky
Primeiro vôo : 1974
Entrada em serviço : 1979
Missão : Transporte utilitário e assalto
Tripulação : 2 piloto/co e 14 soldados
Comprimento : 19,76 m
Área (asas)
Peso : 4.819 kg
Peso total : 7.375 kg
Peso bruto máximo : 11.113 kg

Motores : 2× General Electric T700-GE-701
Velocidade máxima :357 km/h
Alcance : 1.220 km
Relação de subida : 216 m/min
Armamento : Metralhadoras 2× 7,62 mm e misseis Hellfire.

O Sikorsky UH-60 Black Hawk, designado pelo fabricante como S-70, é um helicóptero médio bimotor de transporte utilitário e assalto. O modelo foi o vencedor de uma competição do Exército dos Estados Unidos da América no final da década de 70 para a substituição da família UH-1 Huey. Sua variante naval é o Sea Hawk.
O UH-60 foi incorporado ao exército americano, na divisão aerotransportada 101st em junho 1979. Seu primeiro serviço em combate foi na invasã de Grenada em 1983, igualmente serviu na invasão de Panamá em 1989. Os falcões negros de UH-60A e UH-60L participaram na Guerra do Golfo de 1991. Em 1993, foram decisivos no assalto em Mogadishu na Somália. Tambem usados em ações nos Balcãs e Haiti nos anos 90. UH-60s continuam a servir no Afeganistão e no Iraque.
O Exército Brasileiro adquiriu quatro aeronaves em 1997 para operar na MOMEP (Missão de Observação Militar Equador-Peru) pelas características da região do conflito (grande altitude e sem infraestrutura aeroportuária). Atualmente, estes helicópteros estão integrados a 4º Batalhão de Aviação do Exército na cidade de Manaus.

SEPECAT Jaguar A

Fabricante : SEPECAT (Bréguet/BAC)
Primeiro vôo : 8 Setembro 1968
Operacional : 1973
Retirado de serviço : 2005 França - 2007 Reino Unido
Tripulação : Um
Comprimento: 16.83 m
Envergadura: 8.69 m
Altura: 4.92 m
Área de asa: 24 ² de m
Peso vazio: 7.000 kg
Peso carregado: 11.000 kg
Peso de decolagem máximo: 15.700 kg
Motores : 2× Rolls royce/turbofans de Turbomeca Adour Mk 102, kN
Velocidade máxima: 1.593 km/h
Teto de serviço 14.000 m
Armamento : 2 canhões de 30 mm ou canhões de DEFA, 150
Foguetes: 8× Matra com 18× SNEB foguetes cada um de 68 milímetros
Mísseis: Sidewinders de 2× AIM-9 OU Matra R550 Magics
Bombas: 4.540 kg

O SEPECAT Jaguar é um avião de ataque ao solo franco-britânico ainda em serviço em alguns países como a força aérea indiana e o Real Força Aérea de Oman. O avião foi actualizado diversas vezes e sobras no serviço da linha da frente com India e Oman. Foi substituído pelo Eurofighter no RAF e pelo Rafale no Armée de l' Air. Os críticos dizem que o avião estava perto do fim de sua vida em serviço e não tinha todas as capacidades de um jato de primeira linha. A India está modernizando sua frota atual de jaguares. Isto permitirá que a força aérea indiana tenha um avião capaz, de níveis elevados de manobra em média e grandes altitudes, onde a maioria do vôos são realizados. A Jaguar possui cerca de 27 variantes.

Sukhoi Su-37 Super Flanker

Fabricante : Sukhoi
Primeiro : vôo2 de Janeiro de 1996
Missão : Multimissão
Tripulação : Um
Comprimento : 22.183 m
Envergadura : 14.7 m
Altura : 6.43 m
Área (asas) : 62 m²
Peso total : 18.500 kg
Peso bruto máximo : 34.000 kg

Motores : 2x Lyulka AL-37 FU
Força (por motor) : 32.000 kN
Velocidade máxima : 2,500 km/h
Teto máximo : 17.800 m
Armamento : Canhão GSh-301 de 30mm
Mísseis/Bombas : A-A R-37, R-75, R-77, Ks-172, R-73E, A-G Kh-26L/T, Kh-31A/P, Kh-59M, Kh-65, Alpha, com 14 Pontos fixos, carga de 8.200 kg de Bombas e mísseis.

O Sukhoi Su-37 Super Flanker, é um avião Russo multi-missão/multi-tarefa, monoposto de combate aéreo e ataque ao solo. O Su-37 é um avião de quarta geração exportado à várias nações incluindo China. O Su-37 implementou grandes aperfeiçoamentos , incluindo a capacidade de operar de dia ou de noite em quaisquer condições climáticas, radar com vigilância simultânea do espaço aéreo e terrestre, com capacidade de detectar alvos à uma distância de até 360km, mirar em 20 alvos diferentes e atacar 8 alvos simultaneamente, possui sistema de mira no capacete podendo monitorar alvos à 45 graus do bico da aeronave e também o sistema de tiro além do campo visual , em outras palavras combinando-se o radar N012 e o míssil MAA R-77 com alcance de 80km, com o sistema de guiagem automática é possível derrubar um caça americano F-16 antes mesmo que este perceba a presença do Su-37 em seus radares. O Su-37 é também equipado com o sistema vigilância radar traseiro N012 com capacidade para detectar alvos de 3.2 m a até 50km e caças inimigos a uma distância de até 100km à 60 graus para cima e para baixo, o que torna quase invulnerável aos ataques de surpresa.
Mas a manobrabilidade é sem dúvida o item de maior destaque deste avião, equipado com controle de empuxo vetorado, isto é, bocais de empuxo vetorizado tridimensional, ele é capaz de realizar manobras impossíveis, dando a vantagem de possuir 10 vezes maior eficácia do que aviões sem o sistema TVC, e por causa isso ele é considerado um dos caças mais manobráveis do mundo.

Videos de aviões

Loading...